Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Treino do Internacional tem conversa longa de Odair com Guerrero

Atacante fica livre nesta sexta-feira para voltar aos gramados e reforça a equipe na reta final do Gaúcho

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2019 | 20h12

O Inter se reapresentou às atividades no CT Parque Gigante na tarde desta quinta-feira, em que completa 110 anos de existência, depois de empatar em 2 a 2 com o River Plate pela Copa Libertadores, na noite de quarta, no Beira-Rio. O foco do treinamento, que só contou com os jogadores que não enfrentaram a equipe argentina, foram as finalizações. No sábado, às 16h30, a equipe colorada recebe o Caxias, no segundo duelo da semifinal do Campeonato Gaúcho.

Os atletas fizeram um treino técnico em campo reduzido e depois fecharam os trabalhos com um exercício de arremates ao gol e cruzamentos. Divididos em duplas, os atletas tinham de balançar as redes para não serem eliminados. Quem esteve em campo no confronto válido pela competição continental permaneceu na academia para realizar exercícios físicos e regenerativos.

O principal atrativo do treinamento foi Paolo Guerrero. O técnico Odair Hellmann confirmou que o peruano irá estrear contra o Caxias e teve uma longa conversa com o atacante durante a atividade. Ele não disse, porém, se o atacante começará o jogo como titular ou entre os reservas.

Guerrero está liberado para atuar, pois a punição que sofreu por doping acaba nesta sexta-feira. Como está com toda documentação regularizada e com o preparo físico em dia por estar treinando em Porto Alegre há dois meses, Guerrero finalmente voltará a disputar uma partida oficial, o que não ocorre desde 29 de julho de 2018.

Os desfalques devem ser Rodrigo Moledo e Bruno. O zagueiro acusou ter sofrido uma lesão muscular após o empate com o River e o lateral-direito foi substituído ainda no primeiro tempo, queixando-se de dores na coxa esquerda. William Pottker, ainda em recuperação de lesão muscular, segue fora.

Assim, a escalação deve ter: Marcelo Lomba; Zeca, Roberto, Emerson Santos e Uendel; Rithely, Rodrigo Lindoso, Camilo, Guilherme Parede e Sarrafiore; Paolo Guerrero.

Como venceu o primeiro duelo em Caxias por 2 a 1, o Inter pode até perder por um gol de diferença que avança à final do torneio estadual, tendo em vista o fato de que a sua melhor campanha até aqui serviria para efeito de desempate. "Recuperamos o bom futebol, a confiança e temos uma boa vantagem na semifinal. Sábado temos de concretizar essa boa fase para chegarmos à final", afirmou Rodrigo Dourado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.