Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Treino leve para titulares da seleção frustra torcida em Sochi

Principais jogadores de Tite, que começaram jogando o amistoso contra a Áustria, apenas se aqueceram e realizaram um trabalho físico

Leandro Silveira, enviado especial/Sochi, Estadão Conteúdo

12 Junho 2018 | 06h44

O primeiro treino da seleção brasileira em Sochi, na fase final de preparação para a Copa do Mundo da Rússia, não exigiu esforço dos titulares de Tite. Nesta terça-feira, no Estádio Slava Metreveli, os jogadores que começaram jogando o amistoso contra a Áustria no último domingo em Viena participaram apenas de um leve trabalho físico, frustando os torcedores presentes ao trabalho aberto ao público.

+ Confira a tabela da Copa do Mundo da Rússia

Dos 23 jogadores convocados por Tite, apenas Fred não foi a campo, pois ainda está em recuperação de lesão. Mas praticamente foi como se os principais jogadores nem tivessem treinado, pois apenas se aqueceram e realizaram um trabalho físico nesta terça em Sochi. Assim, o primeiro trabalho deles em solo russo, de fato, ficou para a quarta-feira.

Já os reservas de Tite tiveram que se esforçar um pouco mais. Enquanto o treinador mais observava a atividade, os seus auxiliares comandaram um trabalho de ataque contra defesa e que também envolveu os três goleiros à disposição do técnico, incluindo o titular Alisson. O preparador físico Fábio Mahseredjian, por sua vez, conversava constantemente com o meia Renato Augusto, que perdeu diversos treinos da seleção na preparação para a Copa por causa de uma inflamação no joelho.

Além disso, a atividade foi acompanhada por Coronel Nunes, presidente em exercício da CBF, e Rogério Caboclo, presidente eleito. Dos bancos de reservas do Estádio Slava Metreveli, eles observaram os jogadores darem “ovadas” no lateral-direito Fagner, que completou 29 anos na última segunda-feira, e no meia Philippe Coutinho, que fez 26 nesta terça.

 

O treino desta terça-feira foi aberto ao público em virtude de uma exigência da Fifa, que exige a realização de um trabalho desse tipo durante a fase preparatória para a Copa do Mundo, sendo que o dia é feriado no país - Dia da Rússia. A equipe dirigida por Tite voltará a trabalhar na quarta, em mais uma etapa da preparação para a estreia na Copa, domingo, diante da Suíça, em Rostov-on-don.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.