Paulo Pinto/saopaulofc.net
Paulo Pinto/saopaulofc.net

Tréllez busca afirmação no ataque do São Paulo diante do Rosario

Atacante colombiano participou de três dos últimos quatro gols do São Paulo

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2018 | 20h16

O atacante colombiano Santiago Tréllez chega embalado por boas atuações à partida diante do Rosario Central, quinta-feira, na Argentina. O atacante participou de três dos últimos quatro gols da equipe: marcou contra São Caetano e Atlético-PR e iniciou a jogada que resultou no gol de Nene, contra o Corinthians, nas semifinais do Campeonato Paulista. 

+ Diego Souza fica fora da estreia na Copa Sul-Americana

+ Joia uruguaia, Gonzalo Carneiro projeta estreia rápida

Tréllez afirma que a fase no São Paulo poderia ser ainda melhor se o time tivesse tempo para treinar. “Logicamente que ainda falta muita coisa, mas vamos adquirindo aos poucos. Muita coisa do que o Aguirre quer o time ainda não põe em prática, mas isso vem com os jogos. É pouco tempo para treinar, mas a cada jogo evoluímos e entrosamos para ter os resultados. A cada dia que passa é um dia que tem de tomar seriamente”, disse o camisa 17. 

Nos últimos anos, poucos jogadores conseguiram se firmar com a camisa 9. Desde o final de 2015, nove jogadores passaram pelo comando do ataque: Calleri, Kieza, Ytalo, Chávez, Gilberto, Lucas Pratto, Diego Souza e agora Tréllez. Dois estrangeiros tiveram os melhores desempenhos. Calleri fez 16 gols em 31 jogos e foi o principal responsável por levar o time à semifinal da Libertadores em 2016. Contratado por R$ 24 milhões para ser ídolo do clube, Lucas Pratto saiu antes de completar um ano no clube com 14 gols em 48  jogos. 

Paralelamente à busca por um camisa 9, o São Paulo vive um drama maior: a falta de títulos. O último foi a Copa Sul-Americana de 2012. Tréllez sabe que a equipe entra pressionado nesta quinta-feira. 

“Esse ano o São Paulo tem de ganhar alguma coisa. Temos esse objetivo. Não podemos passar aqui como nos últimos anos. O time está fechado. Estamos tristes pelo jogo passado do Paulista, quando fomos eliminados, e Atlético-PR, mas deixamos no passado. Temos uma boa chance na quinta. É demonstrar em campo com resultados”, finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.