Divulgação/Al-Jazira
Divulgação/Al-Jazira

Três dias após 'confusão', Cruzeiro anuncia contratação do meia Thiago Neves

Jogador resolveu suas pendências com o Al Jazira para retornar ao futebol brasileiro

O Estado de S.Paulo

05 de janeiro de 2017 | 17h08

O Cruzeiro anunciou, por meio da conta oficial no Twitter, nesta quinta-feira, a contratação do meia Thiago Neves, de saída do Al Jazira, dos Emirados Árabes. Na última segunda-feira, o presidente Gilvan de Pinho Tavares já havia antecipado a proximidade da confirmação do acerto com o jogador.

"Nação Azul, agora ninguém vai apagar. Pode curtir e retuitar à vontade: Thiago Neves é do Cruzeiro. Estamos juntos", anunciou Thiago Neves com o uniforme do clube em um vídeo publicado pelo clube no microblog.

O meia fez uma clara referência à confusão criada por conta de uma publicação do Cruzeiro na segunda-feira, que anunciava o atleta, mas que havia sido apagado porque o jogador ainda tinha pendências com o time árabe.

O vice-presidente de futebol Bruno Vicintin também usou a plataforma para anunciar o reforço, com uma foto ao lado de Thiago Neves com a camisa de número 96, e fez uma provocação ao Atlético-MG com a hashtag #nãosouanelka. O dirigente lembrou o caso da contratação do francês Anelka pelo arquirrival, anunciada pelo time alvinegro, mas que não se concretizou.

Formado pelo Paraná Clube, Thiago Neves ganhou maior destaque no futebol brasileiro com a camisa do Fluminense, que ele já defendeu em três passagens, sendo a melhor delas entre 2007 a 2008, antes de voltar ao time carioca em outras duas ocasiões, em 2009 e depois entre 2012 e 2013. O meio-campista também atuou por Hamburgo, da Alemanha, e Flamengo, além de ter acumulado duas passagens pelo Al-Hilal, da Arábia Saudita.

Thiago Neves poderá não ser o único reforço de peso anunciado no início deste ano pelo Cruzeiro. Na segunda-feira, o Gilvan disse que o clube ainda tenta fechar a volta do atacante boliviano Marcelo Moreno, atualmente no chinês Changchun Yatai.

Moreno, por sua vez, acumula duas passagens pelo próprio Cruzeiro, entre 2007 e 2008, e depois em 2014. E agora o clube mineiro tenta convencer o atacante a aceitar a proposta feita no mês passado para retornar ao time em 2017. Para isso, espera também que o atleta não priorize apenas a questão financeira.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.