Divulgação/Associação de Futebol do País de Gales
Divulgação/Associação de Futebol do País de Gales

Três jogadores do País de Gales são dispensados após violarem protocolo da seleção

Federação se recusa a dar detalhes sobre a decisão, mas afirma que trio está liberado para retornar aos clubes

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de março de 2021 | 13h37

A Associação de Futebol do País de Gales (FAW, na sigla em inglês) informou nesta segunda-feira que os jogadores Hal Robson-Kanu, Rabino Matondo e Tyler Roberts foram dispensados da seleção após violarem o protocolo, sem especificar se houve descumprimento das medidas sanitárias.

Em breve comunicado, a federação que comanda o futebol no País de Gales afirmou que os três jogadores voltarão aos seus respectivos clubes, e afirmou que não fará "mais comentários" sobre a decisão tomada.

A entidade presidida por Kieran O'Connor não especificou as razões pelas quais eles violaram o protocolo, nem detalhou em que consistia o protocolo. Apenas informou que os três atletas foram dispensados da seleção e, portanto, não enfrentam a República Checa nesta terça-feira, às 15h45 (de Brasília), em duelo da terceira rodada das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo do Catar.

Embora nenhum detalhe da violação tenha sido dado, Tyler Roberts, atacante do Leeds United, usou as suas redes sociais para se desculpar por desrespeitar o toque de recolher.

"Chateado por deixar a concentração mais cedo, mas regras são regras e eu não deveria ter voltado ao hotel mais tarde do que era permitido", escreveu o jogador. "Peço desculpas à equipe, funcionários e aos fãs do País de Gales. Vou continuar a trabalhar o máximo que posso para conseguir uma vaga no time para as Eliminatórias".

Roberts entrou no segundo tempo do único jogo do País de Gales nas Eliminatórias, a derrota por 3 a 1 para a Bélgica, na semana passada. Robson-Kanu, que defende o West Bromwich, não saiu do banco e o jovem Rabino Matondo, do Stoke City, não foi relacionado para a partida. A equipe ainda não pontuou na competição e ocupa o quarto lugar do Grupo E.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.