Marcos D'Paula/AE
Marcos D'Paula/AE

Tribunal mantém Cuca fora do banco do Flamengo

Treinador ainda terá de cumprir 16 dias de suspensão por ter ofendido o árbitro Luiz Antônio Silva dos Santos

AE, Agencia Estado

14 de abril de 2009 | 19h40

O técnico Cuca não poderá dirigir o Flamengo na final da Taça Rio, domingo, contra o Botafogo, no Estádio do Maracanã. O treinador não teve sucesso no julgamento do recurso pela punição imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) e seguirá fora do banco de reservas do time da Gávea. Assim, a equipe será novamente dirigida por Cuquinha, irmão do treinador.

 

Veja também:

link Flamengo x Botafogo já tem 41 mil ingressos vendidos

tabela Estadual do Rio: Calendário / Resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Cuca foi suspenso anteriormente por 30 dias. Ele ainda tem 16 dias de pena para cumprir e, com isso, só terá a possibilidade de comandar o Flamengo em uma possível segunda final do Campeonato Carioca. Para isso, a equipe terá que superar o Botafogo na decisão da Taça Rio.

Cuca foi expulso na derrota por 2 a 0 sobre o Vasco por ter gesticulado e xingado o árbitro Luiz Antônio Silva dos Santos. Por conta disso, o técnico foi duplamente denunciado no artigo 188 (Manifestar-se de forma desrespeitosa, ou ofensiva, contra membros do Conselho Nacional de Esporte; dos poderes das entidades desportivas ou da Justiça Desportiva, e contra árbitro ou auxiliar em razão de suas atribuições, ou ameaçá-los) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato CariocaFlamengoCuca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.