Tribunal pode indiciar o Botafogo

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) vai analisar fitas de vídeo do jogo entre Botafogo e Corinthians, domingo, no Caio Martins, para decidir se denunciará ou não o clube carioca. Após a partida, houve invasão de gramado, pancadaria entre policiais militares e torcedores e ameaça de parte do público de derrubar o alambrado do estádio. O quarto-árbitro, José Oliveira, deve ser indiciado por ter desferido um pontapé num torcedor, durante o conflito ocorrido em campo. A tendência é o Botafogo ser punido com base no Artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) - cuja pena prevista é de perda de mando de campo de um a três jogos e multa de R$ 50 mil a R$ 500 mil para o clube mandante que não reprimir ou prevenir desordens em seu estádio. Se for denunciado e condenado, o clube poderá cumprir a pena na Copa do Brasil ou no Brasileiro de 2005 - decisão que caberá somente à Confederação Brasileira de Futebol (CBF). De acordo com o procurador do STJD, Murilo Kieling, o fato de os torcedores que invadiram o gramado terem sido presos serve como atenuante para o clube. No entanto, ele disse que a tentativa de pôr a baixo o alambrado caracteriza infração grave. "Não foi um ato isolado.Acho que deve haver sim a punição", afirmou Kieling, ressaltando o papel do tribunal esportivo: educar e disciplinar. "Mesmo nos momentos mais tensos, é preciso que o público mantenha o controle. Senão, o mais prejudicado acaba sendo o próprio clube."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.