Vladimir Rodas/AFP
Vladimir Rodas/AFP

Tribunal rejeita recurso e Messi será julgado por fraude na Espanha

Jogador não teria pago 4,1 mi de euros à Receita Federal espanhola

Estadão Conteúdo

10 de junho de 2015 | 11h21

Lionel Messi será julgado na Espanha por fraude fiscal após a Justiça rejeitar o último recurso dos seus advogados. Em uma decisão tornada pública nesta quarta-feira, o Tribunal de Justiça de Barcelona confirmou a acusação contra Messi e seu pai, Jorge Messi, por supostamente ter deixado de pagar 4,1 milhões de euros à Receita Federal da Espanha entre 2007 e 2009.

A decisão vem poucos dias depois de Messi e o Barcelona coroarem uma temporada histórica, com a conquista da tríplice coroa ao faturar os títulos do Campeonato Espanhol, da Copa do Rei e da Liga dos Campeões da Europa. O astro argentino está atualmente concentrado com sua seleção no Chile para a disputa da Copa América.

Apenas um acordo extrajudicial impediria Messi e seu pai de sentarem no banco dos réus. A data do julgamento, no entanto, ainda não está definida pelo tribunal.

Messi fez um pagamento de mais de 5 milhões de euros em agosto de 2013 para pagar impostos atrasados, acrescidos de juros. Mas a Justiça advertiu então que o dinheiro não isentava um possível crime cometido anteriormente. Agora Messi será julgado por fraude fiscal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.