Tribunal suíço mantém suspensão de Dodô por doping

Em 2007, jogador foi flagrado com a substância anfetamina; atleta só podera voltar a atuar em novembro

AE, Agencia Estado

29 de janeiro de 2009 | 12h49

O atacante Dodô não teve sucesso no recurso para reduzir a suspensão de dois anos por doping. O jogador foi flagrado em exame realizado com a substância fenproporex (anfetamina) em 14 de junho de 2007, na vitória do Botafogo por 4 a 0 diante do Vasco, pelo Campeonato Brasileiro. O Tribunal Federal Suíço considerou correta a pena imposta ao jogador pela Corte Arbitral do Esporte (CAS). Como a CAS fica em Lausanne, este era o último recurso que Dodô e seus advogados podiam tentar para reverter a suspensão. Com isso, o atacante só poderá jogar novamente em novembro de 2009.Dodô havia sido julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que o havia absolvido em 2007, após uma suspensão preventiva de 30 dias, mas a Fifa, juntamente com Agência Mundial Antidoping entraram com um recurso, em setembro de 2007, contra a decisão do STJD na CAS, que acatou e deu seu parecer a respeito do caso. De acordo com os membros da Corte Arbitral do Esporte, Dodô não conseguiu provar o porquê da substância ter constado em seu exame. Para a CAS, a suspensão de Dodô começou no dia 6 de novembro de 2007.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolDodôdopingCAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.