Trinidad joga críquete e ainda sonha com a classificação

Para tentar esquecer a derrota de 2 a 0 para a Inglaterra, os jogadores da seleção de Trinidad e Tobago decidiram, nesta sexta-feira, disputar uma partida de críquete - esporte muito popular naquele país desde a época em que a ilha era uma colônia inglesa.O técnico da equipe, o holandês Leo Beenhakker, disse que o grupo não se abalou com o mau resultado diante dos ingleses. "Inicialmente nos chamavam de zebra e não tínhamos grandesobjetivos no Mundial. Mas todos viram como a equipe se comportou contra duas grandes potências. Os jogadores podem se sentir orgulhosos".Com um empate e uma derrota em dois jogos, a seleção caribenha ainda tem remotas possibilidades de se classificar para a próxima fase. Mas precisa vencer o já eliminado Paraguai e torcer por uma derrota da Suécia contra os ingleses, para poder sonhar em levar a vaga no saldo de gols.Trinidad e Tobago ficou sem levar gols durante 173 minutos: os 90 do jogo contra a Suécia - que terminou em empate por 0 a 0 - e mais 83 minutos na partida contra a Inglaterra. "Defendemos o orgulho de nosso país", afirmou o meio-campo Chris Birchall. "Quando viemos, todos pensavam que seríamos um saco de pancadas, mas a realidade foi bem diferente", ressaltou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.