Paul Hanna/Reuters
Paul Hanna/Reuters

Trio MSN do Barça faz mais gols do que todo o time do Real Madrid

Messi, Suárez e Neymar já marcaram 121 vezes no ano

O Estado de S. Paulo

26 Novembro 2015 | 07h00

O trio MSN (Messi, Suárez e Neymar) do Barcelona não tem enchido os olhos dos torcedores apenas com jogadas plásticas e vitórias contundentes, como a da última terça-feira, quando goleou a Roma por 6 a 1 pela Liga dos Campeões. Os números do tridente ofensivo do Barça são impressionantes.

Este ano, Messi, Suárez e Neymar já marcaram juntos 121 gols pelo time catalão. É mais, por exemplo, do que a soma de todos os jogadores do arquirrival Real Madrid, 110 gols.

Messi lidera a lista de artilheiros com 43 gols no ano pelo Barcelona. Neymar e Suárez estão empatados com 39. Os três jogadores estão à frente também de todo o time do badalado PSG, que gastou 91 milhões de euros na última janela de transferências em contratações, e marcou até agora120 gols no ano.

Entre os principais clubes do Europa, o trio MSN está atrás apenas do Bayern de Munique. Este ano, a equipe treinada por Pep Guardiola balançou as redes 123 vezes.

Os números de Messi, Suárez e Neymar em 2015 poderiam ser ainda mais expressivos se o argentino não tivesse sofrido uma lesão no joelho esquerdo em setembro. Messi desfalcou a equipe por quase dois meses e só voltou a jogar no último sábado na goleada por 4 a 0 sobre o Real Madrid.

A ótima fase do trio fez com que, consequentemente, o valor de mercado dos jogadores aumentasse. Levantamento feito pelo site Transfermarkt apontou que Neymar passou a ser o terceiro jogador mais valioso do Campeonato Espanhol, atrás apenas de Cristiano Ronaldo e Messi.

O brasileiro, que antes estava avaliado em 80 milhões de euros (o equivalente a R$ 319 milhões), viu a sua cotação no mercado subir para 100 milhões de euros (R$ 398 milhões).

Luis Suárez também passou a ser mais valorizado. O uruguaio saltou de 80 milhões de euros (R$ 319 milhões) para 90 milhões de euros (R$ 358 milhões).

Messi permanece no topo da lista, avaliado em 120 milhões de euros (R$ 478 milhões). O argentino passou a liderar o ranking sozinho depois da queda na cotação de Cristiano Ronaldo. O atacante caiu de 120 milhões de euros para 110 milhões de euros (R$ 438 milhões).

Mais conteúdo sobre:
Futebol FC Barcelona Liga dos Campeões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.