Triste com Felipão, Pierre rejeita retorno ao Palmeiras

O volante Pierre está preocupado com a possibilidade de ter de voltar para o Palmeiras. O problema não é o clube, mas sim a sua relação com o técnico Luiz Felipe Scolari. O jogador até hoje não engoliu a sua liberação para ir jogar no Atlético Mineiro.

DANIEL BATISTA, Agência Estado

26 de dezembro de 2011 | 09h36

O treinador alega que preferiu emprestar Pierre para que ele pudesse jogar mais e readquirir ritmo, já que voltava de uma cirurgia na planta do pé. O volante não aceitou a justificativa, por entender que poderia ter continuado no clube e readquirido a forma por lá mesmo. Alguns jogadores não gostaram de sua saída. Pierre deixou o Palmeiras bastante chateado, por acreditar que poderia ajudar a equipe.

Ao chegar no Atlético, ele contou com o apoio da torcida desde o início, o que o fez aprender a gostar do clube. Para piorar, o volante se assustou ao ver Felipão criticando o elenco palmeirense na imprensa e isso só reforçou a sua vontade em não voltar ao clube, pelo menos enquanto o treinador estiver lá.

O problema, porém, é que o seu contrato de empréstimo vence no final do ano e o Atlético está com dificuldades para mantê-lo. A proposta inicial consistia em pagar uma parte em dinheiro e ainda emprestar o lateral-direito Rafael Cruz e prorrogar o empréstimo do atacante Ricardo Bueno, que se encerra no meio do Campeonato Paulista. Porém, Felipão recusou.

O treinador avisou que aceita liberar o volante se o time mineiro aceitar emprestar dois dos três atletas: o meia Bernard, o volante Richarlyson ou o atacante Neto Berola. A proposta foi recusada e o Atlético ofereceu o meia Daniel Carvalho. A negociação está paralisada.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasFelipãoPierre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.