André Porto/Divulgação
André Porto/Divulgação

Troféu Bola de Prata tem domínio de Claudinho entre as categorias premiadas

Atacante do Red Bull Bragantino leva para casa os troféus de craque, revelação, artilheiro e jogador da seleção ideal

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2021 | 17h05

A 51ª edição do Troféu ESPN Bola de Prata premiou nesta quinta-feira os melhores do Campeonato Brasileiro em uma cerimônia online e coroou o atacante Claudinho, do Red Bull Bragantino, como o grande destaque. O jogador recebeu quatro taças pelo desempenho na competição: melhor jogador, artilheiro, revelação e integrante da seleção ideal do torneio.

Com base na avaliação no desempenho de cada atleta, o Troféu elegeu a seguinte seleção: Weverton (Palmeiras); Isla (Flamengo), Júnior Alonso (Atlético-MG), Gómez (Palmeiras) e Guilherme Arana (Atlético-MG);  Gerson (Flamengo), Edenilson (Internacional), Arrascaeta (Flamengo) e Claudinho (Red Bull Bragantino); Marinho (Santos) e Luciano (São Paulo).

Ao fim da premiação, Claudinho disse estar emocionado pelo reconhecimento. "Parece que estou sonhando, parece que todos os pedidos que eu fiz para Deus estavam bloqueados e, quando desbloqueou, veio tudo de uma vez. Estou realizando todos os meus sonhos. Então, quero agradecer muito a Deus, à minha família, aos meus companheiros, que sem eles nada disso aqui seria possível", disse.

Claudinho encerrou o Brasileirão com 18 gols marcados, o mesmo tanto anotado por Luciano, do São Paulo, outro nome que também foi lembrado na seleção ideal do Troféu ESPN Bola de Prata. "Fico muito feliz por ficar marcado na história desse prêmio com esses quatro troféus que ganhei hoje", disse o atacante do Red Bull Bragantino.

A mesma eleição apontou Rogério Ceni, do campeão Flamengo, como o melhor técnico. O gol mais bonito foi o de Martin Benítez, do Vasco, diante do Atlético-MG. Já na categoria de melhor jogador do Brasileirão feminino, quem levou a taça foi a meia Júlia Bianchi, do Avaí.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.