Javier Lizon/EFE
Javier Lizon/EFE

Tropeço do Real não é por causa de fadiga, explica Carlo Ancelotti

Depois de conseguir 22 vitórias consecutivas, equipe perde dois e empata um de seus quatro compromissos em 2015

REUTERS

17 de janeiro de 2015 | 17h50

O técnico do Real Madrid, Carlo Ancelotti, rejeitou as sugestões de que os tropeços recentes do campeão europeu e mundial são resultado do cansaço físico que o calendário apertado impôs aos seus jogadores.

O Real conseguiu o recorde espanhol de 22 vitórias consecutivas em todas as competições disputadas no fim do ano passado, incluindo o troféu do Mundial de Clubes, no Marrocos, mas perdeu dois e empatou um de seus quatros jogos em janeiro.

O empate por 2 x 2 de quinta-feira, em casa, contra o Atlético de Madri encerrou suas esperanças de um segundo triunfo consecutivo na Copa do Rei, com os homens de Ancelotti sendo eliminados por 4 x 2, no agregado, após a derrota por 2 x 0 para os seus rivais da capital, na semana anterior.

Ancelotti disse que a eliminação do Real, cuja culpa ele colocou nos erros poucos comuns da defesa, poderia ser uma bênção disfarçada, pois a equipe terá mais tempo para descansar do que seus rivais nas próximas semanas.

Barcelona e Atlético se enfrentam pelas quartas de final da Copa do Rei, com a primeira partida acontecendo na quarta-feira, no Camp Nou, e a segunda, no Vicente Calderón, uma semana depois.“O time está em boa forma”, declarou Ancelotti em uma coletiva de imprensa antes do jogo diante do Getafe, no domingo, pelo Campeonato Espanhol.

“Nós vamos aproveitar o máximo dessas três semanas para melhorar nossa condição física”, afirmou o italiano, acrescentando que ele não tem necessidade de revezar seu time para descansar alguns jogadores.

“Revezar os jogadores não é indispensável. É importante se você quer trocar um jogador que esteja cansado, mas não acho que alguém esteja cansado.”

O Real, que tem um jogo a menos no Espanhol, está um ponto à frente do segundo colocado Barcelona, com cerca de metade do campeonato já disputado, e com o Atlético três pontos atrás, em terceiro.No domingo, o Atlético recebe o lanterna Granada e o Barça visita o Deportivo La Coruña.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.