Vítor Silva/SSPress
Vítor Silva/SSPress

TRT ajuda e Botafogo pode ter receitas desbloqueadas

Presidente do Botafogo contava com a decisão do TRT, mas temia que ela só fosse definida após o recesso da justiça

Estadão Conteúdo

19 de dezembro de 2014 | 19h44

Enfim o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, recém-eleito, teve uma boa notícia. Nesta sexta-feira, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) homologou o retorno do clube alvinegro ao Ato Trabalhista, o que significa dizer que agora poderá ter receitas desbloqueadas para saldar dívidas, incluindo a do Refis, cuja quarta parcela tem de ser quitada até 30 de dezembro.

O presidente do Botafogo contava com a decisão do TRT, mas temia que ela só fosse definida após o recesso da justiça - e ficasse para 2015. Ele condicionava à medida a elaboração do orçamento do clube para a próxima temporada, principalmente do Departamento de Futebol.

O Botafogo tem dívidas que chegam a R$ 750 milhões e o clube sofreu recentemente um revés no Campeonato Brasileiro ao ser rebaixado para a Série B.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogodívidas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.