TST adia decisão sobre Deivid

A diretoria do Corinthians vai ter de esperar mais uns dias para anunciar o atacante Deivid como reforço para o segundo semestre. E, para desespero dos torcedores, o jogador (motivo de uma disputa jurídica entre o Santos e o Nova Iguaçu) não poderá ser inscrito para a primeira fase da Copa Mercosul. O clube tem só até terça-feira para enviar à Confederação Sul-Americana de Futebol a lista dos 30 jogadores que vai utilizar na competição. Havia a expectativa de que a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST), sobre se o Santos realmente tem direito a metade do passe do atacante, saísse antes do fim de semana. Só que o juiz Wagner Pimenta, do TST, resolveu dar um prazo de cinco dias, que começa a valer a partir de terça-feira, para que os advogados do Santos apresentem sua defesa. Isso complicou os planos corintianos. O Santos alega que tem direito à metade do passe de Deivid. O Nova Iguaçu, do Rio de Janeiro, contra-ataca e garante que, como o clube da Baixada não cumpriu algumas promessas feitas na época do empréstimo, é dono do atestado liberatório do atacante. O Corinthians está no meio da guerra jurídica, só esperando pelo seu desfecho para integrar o jogador ao seu elenco. Deivid tem tudo acertado com o Corinthians. No Parque São Jorge, garantem até que o jogador já assinou contrato com o clube.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.