Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

TST nega recurso de Scarpa, e meia continua vinculado ao Fluminense

Jogador do Palmeiras continua afastado do clube e aguarda audiência em abril para definir situação

O Estado de S. Paulo

22 de março de 2018 | 19h41

O meia Gustavo Scarpa, do Palmeiras, teve outra derrota na Jusiça nesta quinta-feira, após o Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, negar o recurso apresentado pela defesa do jogador. A decisão mantém o atleta vinculado ao Fluminense e impede a reapresentação dele ao Palmeiras, equipe que o contratou em janeiro.

+ Palmeiras anuncia Puma como fornecedora de material

+ Clube tenta efeito suspensivo para ter Jailson

O caso está na 70ª Vara do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ) e tem audiência marcada para 14 de abril. Na última quinta-feira o TRT derrubou em julgamento a liminar que autorizou Scarpa a deixar o Fluminense. Nesta quinta, porém o ministro do TST, Lelio Corrêa, não aceitou a argumentação dos advogados do jogador, que pedir a anulação do julgamento.

Scarpa acionou a Justiça contra o Fluminense para cobrar mais de R$ 9 milhões entre pendências como salários, férias e parcelas não recolhidas do FGTS. O departamento jurídico do Palmeiras acompanha o caso à distância e garante estar respaldado com documentos. No momento, apenas os advogados do jogador cuidam do assunto.

O meia está na cidade natal, Hortolândia, e faz treinos físicos em uma academia para manter a forma. Scarpa assinou com o Palmeiras em janeiro, quando estava sem contrato com o Fluminense, em negociação sem custos. Apesar do imbróglio, os advogados do atleta acreditam em vitória na audiência do dia 14.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.