Tumulto por ingressos do Corinthians

A Copa do Brasil está mexendo com a Fiel. Nesta quarta-feira, uma longa fila de torcedores se formou nas bilheterias do Parque São Jorge. Houve tumulto. Todos queriam ingressos para o jogo da próxima quarta-feira, contra o Figueirense, pelas oitavas-de-final.Até a polícia precisou ser chamada. O tempo de espera na fila, sob sol forte, era de duas horas em média. As bilheterias foram abertas às 11h e, três horas depois, os ingressos para arquibancada já haviam se esgotado. Uma nova remessa estará disponível nesta quinta. Dos 34.200 bilhetes colocados à venda, 11.300 já foram vendidos."É um absurdo! A gente fica um tempão na fila, é maltratado e, quando finalmente chega a vez, a gente descobre que não tem ingresso para arquibancada, só para o tobogã", reclamava o torcedor Ademílson Sales, que estava acompanhado de seus dois filhos, Gabriel, de 13 anos, e Lucas, de 11.A maior reclamação de Ademílson e de outros torcedores, porém, era com relação a um suposto esquema que privilegiaria os cambistas. "Tem funcionário do Corinthians que deixa os cambistas saírem com 40, 50 ingressos", acusava Ademílson, apontando para um dos organizadores da fila, de nome Flávio Henrique.Procurado pela reportagem da Agência Estado, Flávio jurou que tal esquema não existe. "Quero ver se alguém pode provar alguma coisa", disse ele. "Tenho cinco anos de trabalho aqui. Posso garantir que ninguém leva dinheiro de ninguém. Temos um nome a zelar", completou.O vice-presidente de marketing do Corinthians, Luís César Granieri, responsável pela venda de ingressos, também afirma desconhecer esse suposto esquema de favorecimento a cambistas, apontado pelos torcedores. "Isso não existe", afirmou.Granieri tem se empenhado para evitar tumultos nas bilheterias. Tanto que não deixou que os ingressos fossem vendidos também no Morumbi e nas lojas Roxos & Doentes para evitar conflitos com os torcedores do São Paulo, que compravam ingressos para a partida contra o Quilmes. "Foi uma medida de segurança. Não queríamos que são-paulinos e corintianos se encontrassem nas filas", disse Granieri.A venda será reiniciada nesta quinta-feira normalmente. Das 11 às 17h, o torcedor pode comprar seu ingresso nos estádios do Parque São Jorge, Ibirapuera, Morumbi, Pacaembu e nas lojas Roxos & Doentes. Com a gigantesca demanda, a previsão de Granieri é que os ingressos de arquibancadas se esgotem até sexta-feira. "A procura está tão grande como foi contra o Cianorte", disse o dirigente.

Agencia Estado,

13 de abril de 2005 | 19h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.