Marcos Antonio de Freitas|Mirassol
Marcos Antonio de Freitas|Mirassol

'Turma do Xuxa' leva Mirassol à liderança do Paulistão

Meia de 35 anos é um dos destaques do melhor time do torneio

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

25 Fevereiro 2017 | 07h00

Após cinco rodadas, o Mirassol é o melhor time do Paulistão. Foram quatro vitórias e um empate – este “tropeço” diante do São Paulo no Morumbi. Embora o time tenha nomes de peso, como o zagueiro Edson Silva, ex-São Paulo, e o goleiro Vagner, emprestado pelo Palmeiras, Xuxa é o ídolo da torcida e um dos destaques do bom início de campanha. É a “turma do Xuxa” que lidera a classificação geral do torneio.

Cássio Luis Rissardo é um veterano no meio de jogadores que acabaram de subir da base. Aos 35 anos, depois de ter passado por duas dezenas de times, ele sonha como os moleques. “Ainda quero jogar em um grande clube e também voltar ao exterior”, diz o jogador que atuou no árabe Al-Raed em 2012.

Não é de hoje que Xuxa virou a cara do Mirassol. Já são nove passagens. Ele é o maior artilheiro do time em edições do Paulistão, com 54 gols, sendo 28 na elite (2008, 2011 e 2012 e agora). Como o time está de volta à série principal depois de ser vice da A-2 em 2016, Xuxa afirma que o primeiro objetivo do Leão da Araraquarense é não cair de novo. Hoje, diante do Corinthians, já para dá para pensar na a classificação à fase seguinte.

A relação com o apelido mudou com o tempo. Cássio odiava ser relacionado à Rainha dos Baixinhos quando tinha cinco anos. “Era um menino com apelido da Xuxa. Era muito ruim”, explica. Hoje, trinta anos depois, transformou o limão em limonada e fez do apelido sua marca. Como o cabelo foi escurecendo com a idade, ele visita o salão de cabeleireiro a cada quatro meses para fazer luzes, ou seja, deixar o cabelo mais claro. “Nem minha mãe me chama de Cássio. Hoje acho um apelido forte”, diz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.