Turquia dá ingressos de futebol para mulheres e crianças

Com o campeonato nacional manchado por casos recentes de violência entre torcidas e manipulação de resultados, a Federação Turca de Futebol quer mudar a imagem da competição. Assim, nesta sexta-feira, a entidade informou que a partir deste final de semana, mulheres e crianças até 16 anos entrarão de graça nos estádios.

AE-AP, Agência Estado

30 de setembro de 2011 | 11h44

Desta forma, a federação espera reduzir a predominância masculina entre as torcidas, o que é apontado como uma das causas para os casos recentes de confrontos nos estádios. Além disso, a presença feminina e de jovens reavivaria o interesse em um campeonato que ainda vive sob a sombra do escândalo de manipulação de resultados, que envolveu 19 partidas na última temporada.

"O projeto vai aumentar o interesse no jogo, prevenir a violência e a desordem, dissuadir a torcida feia e ruim, e criar uma atmosfera familiar para assistir facilmente ao evento", afirmou a entidade, através de um comunicado. "A beleza do jogo, no entanto, permanecerá", garantiu.

Neste mês, a federação puniu as equipes que tiveram problemas com violência entre os torcedores com uma sanção que impedia homens de acompanharem suas equipes no estádio. Para que as partidas não acontecessem com portões fechados, foi autorizada a entrada de mulheres e crianças. O resultado foi uma partida entre Fenerbahçe e Manisaspor, no dia 20 de setembro, com 41 mil espectadores. A medida foi elogiada pelos jogadores.

A entidade turca informou no comunicado que vai reembolsar os clubes pelos ingressos vendidos a torcedores homens e irá alocar mulheres e crianças. Os ingressos devem começar a ser distribuídos a partir deste sábado.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolTurquiaingressos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.