TV espanhola esconde vaias na final da Copa do Rei

A TVE, emissora pública espanhola, alegou uma "falha humana" e pediu desculpas por não ter mostrado as vaias ao rei Juan Carlos e ao hino espanhol antes da final da Coa do Rei, disputada na quarta-feira entre Barcelona e Athletic Bilbao, em Valência.

AE, Agencia Estado

14 de maio de 2009 | 10h45

"Foi por uma falha humana que não transmitimos ao vivo o começo da partida, e pedimos desculpas pelo ocorrido", afirmou a emissora, em comunicado. O caso culminou na demissão do chefe de Esportes da TVE, Julián Reyes.

A transmissão foi cortada no momento em que o rei Juan Carlos e a rainha Sofia entraram no camarote do Estádio Mestalla, quando o hino começava a ser executado, e torcedores catalães e bascos começaram a vaiar, como parte dos protestos nacionalistas, tradicionais nas duas regiões. As vaias foram trocadas por imagens dos torcedores concentrados nas cidades de Bilbao e Barcelona, o que causou polêmica no país.

"Milhares de pessoas vaiam o rei e o hino, e a TVE esconde", escreveu o jornal conservador El Mundo. "A chegada do rei a Mestalla e a execução do hino foram acolhidas com uma grande vaia, que a TV evitou transmitir ao vivo", publicou o diário de esquerda El Pais. Antes da partida, a polícia tirou das arquibancadas do estádio uma faixa com os dizerem "Somos países da Europa, adeus Espanha", por cima de imagens de políticos locais, como o primeiro ministro José Luis Zapatero.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do Reipolítica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.