Peter Powell/EFE
Peter Powell/EFE

Uefa abre investigação contra Liverpool após ônibus do City ser alvo de violência

Equipe foi atacada na chegada ao estádio de Anfield para a partida pela Liga dos Campeões desta quarta-feira

Estadão Conteúdo

05 de abril de 2018 | 11h46

A Uefa abriu nesta quinta-feira um procedimento disciplinar contra o Liverpool para investigar as responsabilidades do clube principalmente em relação ao fato de que o ônibus do Manchester City foi alvo de atos violentos de alguns torcedores do time da casa na chegada da equipe visitante ao estádio Anfield Road, na última quarta, para o confronto de ida das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa.

+ Mais notícias da Liga dos Campeões

+ Guardiola se diz confiante em derrota do City e elogia atuação em derrota

+ Barcelona conta com dois gols contra e goleia a Roma

O veículo foi alvo de pedradas e garrafadas e foi danificado pelos atos de violência, que também não provocaram ferimentos em nenhum jogador do time comandado por Pep Guardiola, que em seguida acabou sendo derrotado por 3 a 0 pela equipe da casa e se complicou na luta para avançar à próxima fase da competição continental.

O episódio envolvendo torcedores ocorreu cerca de uma hora antes da partida, sendo que o Liverpool também será alvo de investigação da Uefa pelo fato de que objetos foram atirados e até fogos de artifício chegaram a ser disparados dentro do estádio do clube.

Este caso envolvendo a equipe dirigida por Jürgen Klopp, porém, não será julgado pelo comitê disciplinar da Uefa até 31 de maio, informou a entidade, sendo que a final da Liga dos Campeões está marcada para acontecer no dia 26 do mesmo mês. Ou seja, qualquer possível punição ao Liverpool só será aplicada na temporada 2018/2019 do futebol europeu.

O jogo de volta do mata-mata contra o City está marcado para a próxima terça-feira, às 15h45 (de Brasília), em Manchester, onde a equipe da casa precisará vencer por no mínimo 3 a 0 para levar a disputa da vaga à prorrogação e depois, se não voltar a marcar nos 30 minutos extras, aos pênaltis.

Apenas um triunfo por 4 a 0 ou mais classificará a equipe de Guardiola no tempo normal, sendo que gols marcados fora de casa têm maior peso para efeito de desempate. Ou seja, caso o Liverpool marque pelo menos um gol, obrigará o time da casa a balançar as redes por pelo menos cinco vezes para seguir vivo na Liga dos Campeões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.