Uefa abre processo disciplinar e pode punir Benfica por uso de sinalizadores

A Uefa anunciou nesta segunda-feira que abriu um processo disciplinar contra o Benfica e o Atlético de Madrid por causa de incidentes ocorridos na última quarta no duelo entre os dois times, na capital espanhola, onde torcedores do clube português lançaram sinalizadores no gramado e em direção a uma tribuna na qual estava seguidores da equipe da casa no Estádio Vicente Calderón.

Estadão Conteúdo

05 de outubro de 2015 | 11h33

O confronto foi válido pela segunda rodada do Grupo C da Liga dos Campeões e precisou ser interrompido por alguns minutos por causa dos sinalizadores. Assim, o Benfica corre o risco de ser punido pela atitude de sua torcida, sendo que a Uefa também informou nesta segunda que o clube de Lisboa será julgado também por distúrbios públicos e pelo lançamento de objetos, não apenas sinalizadores, por parte dos seus torcedores.

O Atlético de Madrid, por sua vez, será julgado pelo fato de seus torcedores terem bloqueado escadas do estádio da equipe durante o confronto. "Estes casos serão analisados pela Comissão de Controle, Ética e Disciplina da Uefa, em 15 de outubro", informou a entidade máxima do futebol europeu.

Apesar dos incidentes, é provável que os dois clubes recebam punições consideradas leves, como multas ou o fechamento de algum setor de seus respectivos estádios nos próximos jogos da Liga dos Campeões.

O incidente com os sinalizadores na última quarta-feira ocorreu quando o Benfica empatou o jogo que terminaria com vitória do time português, por 2 a 1. Naquele momento, houve um pequeno incêndio iniciado pelo contato de chamas desses objetos com placas de publicidade. O fogo foi rapidamente controlado pela equipe de segurança, assim como nenhum torcedor do Atlético se feriu com o lançamento dos artefatos que caíram no anel inferior do estádio.

RACISMO NA RÚSSIA - A Uefa também anunciou nesta segunda-feira que abriu procedimento disciplinar contra o Lokomotiv Moscou, depois que torcedores do time foram flagrados com cânticos de teor racista na partida contra o Skenderbeu, da Albânia, na última quinta-feira, em Moscou, pela Liga Europa. Este caso também será julgado no próximo dia 15, quando o clube tem boa chance de receber algum tipo de punição pelo comportamento inadequado de alguns integrantes da sua torcida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.