Uefa alivia suspensão ao CSKA Moscou na Liga dos Campeões

Uefa alivia suspensão ao CSKA Moscou na Liga dos Campeões

Entidade diminui pena para dois jogos com portões fechados. Em Roma, torcida russa cometeu atos racistas e jogou rojões no campo

Estadão Conteúdo

28 de outubro de 2014 | 12h01

Após punir o CSKA por atitude racista de parte do seus torcedores, a Uefa reduziu oficialmente nesta terça-feira a pena aplicada ao time russo na Liga dos Campeões. Ao julgar apelo apresentado pelo clube, a entidade que controla o futebol europeu diminuiu de três para duas partidas com portões fechados para a sua torcida a suspensão a ser cumprida pela equipe em jogos em casa em competições continentais.

A nova decisão da Uefa deixou o terceiro jogo de suspensão enquadrado em um período probatório de cinco anos. Ou seja, o time só terá de cumpri-lo em um torneio organizado pela entidade se voltar a ser penalizado em outro incidente neste período.

A Uefa também havia multado o CSKA em 200 mil euros como parte da punição anterior, mas agora reduziu a multa para 100 mil euros. Em compensação, o clube seguiu proibido de vender ingressos para as duas próximas partidas que a equipe russa fará como visitante nesta fase de grupos da Liga dos Campeões, contra Manchester City, no próximo dia 5 de novembro, e Bayern de Munique, em 10 de dezembro.

O clube russo foi punido por causa de incidentes ocorridos na partida diante da Roma, no dia 17 de setembro, na Itália, em sua estreia na competição. Na ocasião, os torcedores da equipe protagonizaram atos racistas no Estádio Olímpico da capital italiana, assim como lançaram fogos de artifícios e rojões ao gramado e entraram em conflito com a polícia nas arquibancadas.

O CSKA ocupa atualmente a lanterna do Grupo E da Liga dos Campeões, com apenas um ponto em três jogos disputados. O Bayern é o líder isolado da chave, com nove pontos, enquanto a Roma está no segundo lugar, com quatro, e o Manchester City é o terceiro colocado, com dois.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.