Uefa ameaça barrar clubes italianos

A União Européia de Futebol (Uefa) ameaçou adotar medidas drásticas com os clubes italianos, caso incidentes como os registrados na partida entre Milan x Inter se repitam a partir de agora. Naquela partida, pela Liga dos Campeões da Europa, torcedores da Inter atiraram sinalizadores e rojões no gramado. Um deles acertou o goleiro Dida e a partida teve de ser suspensa por falta de segurança. O secretário-geral da entidade, Lars-Christer Olsson, chegou a dizer que os clubes italianos podem ser retirados de competições continentais em caso de reincidência. "Podemos perfeitamente adotar medidas como aquelas contra os clubes ingleses?, disse o dirigente. Olsson referia-se ao episódio de 1985, no estádio de Heysel, em quando, durante a partida entre Liverpool x Juventus, 39 pessoas morreram depois de um conflito entre torcedores. Na oportunidade, a Uefa proibiu a presença de clubes ingleses em competições européias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.