Uefa anula punição e Eduardo reforça o Arsenal

O atacante do Arsenal Eduardo da Silva teve uma suspensão de dois jogos revertida pela Uefa após ter sido suspenso pela simulação de um pênalti durante partida eliminatória da Liga dos Campeões contra o Celtic.

REUTERS

14 de setembro de 2009 | 15h52

"Após exame de todas as evidências, especialmente as declarações do árbitro e do assistente, assim como vários vídeos, não ficou estabelecido satisfatoriamente para o painel que o árbitro tenha sido enganado em sua decisão sobre o pênalti", afirmou a Uefa em comunicado nesta segunda-feira.

"Portanto, a decisão do conselho disciplinar da Uefa de 1o de setembro, na qual o jogador foi suspenso por dois jogos da Uefa, está anulada", completou.

O jogador, nascido no Brasil e naturalizado croata, foi inicialmente suspenso após um polêmico pênalti contra o Celtic.

Eduardo caiu na área após tocar a bola e passar pelo goleiro Artur Boruc, que se atirou aos seus pés mas, aparentemente, fez um leve ou nenhum contato com o jogador.

O atacante, que ficou um ano fora dos campos após quebrar a perna em fevereiro de 2008, converteu a penalidade na vitória de 3 x 1 do Arsenal.

Eduardo está liberado para jogar os primeiros dois jogos do Arsenal pelo Grupo H da Liga dos Campeões, contra o Standard Liege, na quarta-feira, e ante o Olympiakos Piraeus, em 29 de setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
FUTARSENALEDUARDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.