Arquivo/AE
Arquivo/AE

Uefa aprova plano de Platini para reforma financeira

Novas regras implantadas pelo presidente proíbem que os clubes gastem mais que a receita

BRIAN HOMEWOOD, Reuters

15 de setembro de 2009 | 11h22

O plano do presidente da Uefa, Michel Platini, para fazer os clubes viverem dentro de suas capacidades foi aprovado pelo entidade administrativa do futebol europeu nesta terça-feira.

 

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

As novas regras, chamadas de "fair play financeiro", irão em princípio proibir que os clubes gastem mais que a sua receita.

Elas visam acabar com a tendência de donos ricos entrarem no esporte e transformarem o futuro de um clube.

"Não queremos matar ou ferir os clubes, ao contrário, queremos ajudá-los", disse Platini a repórteres depois que a reunião do comitê executivo da Uefa aprovou o plano.

O francês afirmou ainda que tem apoio dos clubes.

"As equipes que jogam em nossos torneios concordaram com nossos princípios", acrescentou.

O ex-primeiro-ministro belga Jean-Luc Dehaene foi nomeado presidente do Painel de Controle Financeiro dos Clubes, que irá fiscalizar a introdução das novas regras.

"A regra do fair play financeiro visa assegurar a saúde, prolongando a viabilidade dos clubes", explicou Dehaene em comunicado.

Platini pontuou que as novas regras serão implementadas na temporada 2012/13 e que os clubes que não arcarem com elas serão, em último caso, banidos das competições europeias.

Os campeonatos de cada país não serão afetados.

Platini colocou que os clubes terão incentivos para investir na revelação de jovens e desenvolvimentos de centros, incluindo estádios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.