Montagem/ Estadão
Montagem/ Estadão

Uefa confirma Ceferin, Van Praag e Villar como únicos candidatos à presidência

Os três já presidem as confederações de seus respectivos países

Estadão Conteúdo

22 de julho de 2016 | 18h46

A Uefa confirmou nesta sexta-feira três candidatos à presidência da entidade. O esloveno Aleksander Ceferin, o holandês Michael van Praag e o espanhol Angel Maria Villar concorrem à vaga de mandatário. Os três já presidem as confederações de seus respectivos países e disputarão a eleição que acontecerá em 14 de setembro, em Atenas. No total, 55 dirigentes filiados à Uefa participarão da votação.

A disputa será realizada para definir um substituto do último presidente do organismo que controla o futebol europeu, Michel Platini, que foi suspenso da entidade por quatro anos por violações éticas. O francês foi eleito em 2015 e deveria cumprir o mandato até 2019.

No entanto, nas investigações contra irregularidades da Fifa, Platini e Blatter são suspeitos de uma transferência de US$ 2 milhões do suíço ao francês, em 2011. Ambos alegam inocência e dizem que o dinheiro era um salário atrasado que a Fifa devia para Platini por serviços prestados pelo francês à entidade.

OS CANDIDATOS - Van Praag e Villar já são vice-presidentes da Uefa e nomes conhecidos na entidade. O primeiro anunciou no ano passado que concorreria contra Joseph Blatter na Fifa, mas retirou a candidatura dias antes da eleição. Villar faz parte do Comitê Executivo da Fifa há 18 anos e comanda o futebol espanhol há 28.

Ceferin é o novo concorrente, mas não está isolado. As federações da Noruega, Dinamarca, Finlândia e Suécia informaram em junho que apoiariam o esloveno. O grupo de país nórdicos almeja receber em conjunto a Eurocopa de 2024.

Ainda nas eleições de setembro será votada a entrada de duas mulheres para o conselho da Fifa. Evelina Christillin, da Itália, e Laura McAllister, de País de Gales, tentam entrar para o grupo de dirigentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.