Sérgio Perez/Reuters
Sérgio Perez/Reuters

Uefa define lista de 50 candidatos para a seleção do ano e deixa fora Neymar

Atacante do Paris Saint-Germain perde espaço e não vai disputar eleição para a escolha do time ideal

Redação, O Estado de S. Paulo

26 de novembro de 2019 | 09h19

A Uefa divulgou nesta terça-feira a lista dos 50 jogadores candidatos a entrarem na seleção do ano. A relação é formada por destaques do futebol europeu em 2019 e foi definida pelo comitê editorial da entidade. Nesta relação, o atacante Neymar, do Paris Saint-Germain, ficou fora, enquanto o Brasil conta com quatro representantes: os goleiros Alisson e Ederson, o volante Fabinho e o atacante Firmino.

O levantamento inicial tem a presença de cinco goleiros, 15 defensores, 15 meio-campistas e 15 atacantes. O time com mais indicados é o Liverpool, com dez nomes. Ao todo, estão representados na lista 14 diferentes clubes europeus e 21 nacionalidades. Dos 50 jogadores, 24 aparecem pela primeira vez como candidatos. A partir de agora, uma votação aberta ao público até 9 de janeiro no site da Uefa vai definir qual é o time ideal.

A lista traz como principais nomes o português Cristiano Ronaldo, indicado pela 13ª vez, e o argentino Lionel Messi, presente na relação pela 10ª vez. Por outro lado, Neymar não foi lembrado pela Uefa. O jogador brasileiro terminou a última temporada como campeão francês pelo PSG, mas sofreu com uma sequência de lesões e desfalcou o time durante parte da temporada.  

Fora os brasileiros Alisson, Ederson, Fabinho e Firmino, um outro jogador nascido no País ganhou destaque na lista. O meia Jorginho, do Chelsea, se naturalizou italiano e está entre os indicados. O mais jovem dos candidatos é o francês Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain, de 20 anos.

Lista completa

Goleiros

Alisson (Liverpool)

Ederson (Manchester City)

Oblak (Atlético de Madrid)

Onana (Ajax)

Ter Stegen (Barcelona)

Defensores

Alba (Barcelona)

Alexander-Arnold (Liverpool)

Azpilicueta (Chelsea)

Blind (Ajax)

De Ligt (Ajax e Juventus)

Giménez (Atlético de Madrid)

Kimmich (Bayern de Munique)

Koulibaly (Napoli)

Laporte (Manchester City)

Piqué (Barcelona)

Sérgio Ramos (Real Madrid)

Robertson (Liverpool)

Tagliafico (Ajax)

Van Dijk (Liverpool)

Meio-campistas

Alcântara (Bayern de Munique)

Bernardo Silva (Manchester City)

Bruno Fernandes (Sporting)

David Silva (Manchester City)

De Bruyne (Manchester City)

Frenkie de Jong (Ajax e Barcelona)

Di María (PSG)

Ruiz (Napoli)

Fabinho (Liverpool)

Henderson (Liverpool)

Jorginho (Chelsea)

Kanté (Chelsea)

Van de Beek (Ajax)

Wijnaldum (Liverpool)

Ziyech (Ajax)

Atacantes

Agüero (Manchester City)

Aubameyang (Arsenal)

Cristiano Ronaldo (Juventus)

Firmino (Liverpool)

Gnabry (Bayern de Munique)

Hazard (Chelsea e Real Madrid)

Kane (Tottenham)

Lewandowski (Bayern de Munique)

Mané (Liverpool)

Messi (Barcelona)

Mbappé (Paris Saint-Germain)

Salah (Liverpool)

Son (Tottenham)

Sterling (Manchester City)

Tadic (Ajax)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.