Reprodução/ Twitter
Reprodução/ Twitter

Uefa denuncia Simeone por gesto obsceno em comemoração na Liga dos Campeões

Embora o técnico tenha pedido desculpas, ele será julgado e pode ser suspenso

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de fevereiro de 2019 | 16h42

A Uefa anunciou nesta segunda-feira que denunciou o técnico Diego Simeone por conduta imprópria durante uma partida da Liga dos Campeões. Na quarta-feira passada, o treinador fez um gesto obsceno ao comemorar um dos gols da vitória do Atlético de Madrid sobre a Juventus, por 2 a 0, na Espanha.

Após o zagueiro José Maria Giménez marcar o gol que abriu o placar do duelo de ida das oitavas de final, Simeone virou-se para a torcida madrilenha e fez o gesto, levando as mãos à região próxima do seu órgão genital.

Posteriormente, o próprio Simeone reconheceu o exagero na comemoração e se desculpou. "Quero pedir desculpas mais uma vez às pessoas que se sentiram ofendidas e à Juventus pelo gesto que fiz no dia do jogo, o qual, claramente, foi uma expressão, uma má expressão, do que eu sentia pelos meus jogadores. Em nenhum momento foi um gesto para a Juventus", afirmou.

As desculpas não impediram que a Uefa investigasse o caso, que será julgado em data ainda a ser definida. Se for considerado culpado, Simeone pode ser suspenso por uma partida. O confronto de volta entre Juventus e Atlético de Madrid, em Turim, acontecerá no próximo dia 12.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.