Uefa descarta punir Terry por crítica contra juízes

A Uefa decidiu que não irá investigar o zagueiro John Terry por ter criticado a qualidade dos árbitros que apitam as partidas da Liga dos Campeões da Europa. A entidade disse nesta segunda-feira que o seu comitê disciplinar descartou a possibilidade de abrir uma ação baseada nas declarações do capitão do Chelsea para a mídia inglesa.

AE-AP, Agencia Estado

22 de março de 2010 | 12h38

Reportagens publicadas no domingo revelaram que Terry disse que o árbitro alemão Wolfgang Stark teve "uma performance realmente ruim" na derrota do Chelsea por 1 a 0 para a Inter de Milão na semana passada. Ele afirmou que o clube londrino precisava resolver esse problema com os organizadores do torneio.

Stark não marcou dois pênaltis reclamados pelo Chelsea, em partida válida pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. Terry disse que o time inglês foi eliminado pela segunda vez seguida por erros da arbitragem, se referindo ao confronto com o Barcelona nas semifinais do torneio na última temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.