Fabrice Coffrini/AFP
Fabrice Coffrini/AFP

Uefa investigará supostos cânticos antissemitas da torcida do Chelsea

No empate com o Vidi, torcedores ingleses presentes no estádio na Hungria teriam entoados canções direcionadas ao Tottenham

Estadão Conteúdo

18 de dezembro de 2018 | 14h26

A Uefa anunciou nesta terça-feira que abrirá uma investigação contra o Chelsea pelo comportamento de sua torcida em uma partida da Liga Europa. No empate por 2 a 2 com o Vidi, na última quinta-feira, torcedores ingleses presentes no estádio na Hungria teriam entoado cânticos antissemitas.

De acordo com a entidade, um inspetor disciplinar "vai conduzir uma investigação em relação ao alegado incidente racista" a partir do meio de janeiro do ano que vem. A entidade teria aberto um inquérito anteriormente se o incidente tivesse sido relatado pelo árbitro ou o delegado da partida.

De acordo com a investigação da Uefa, os cânticos entoados por parte da torcida do Chelsea na Hungria na semana passada teriam sido direcionados ao Tottenham, um dos principais rivais do time londrino. O próprio clube inglês se manifestou no dia do ocorrido e reprimiu a atitude de seus torcedores.

"Nós já nos manifestamos claramente em muitas ocasiões, através de nosso dono, nossa direção, técnicos e jogadores. Qualquer indivíduo que não conseguir usar o cérebro para compreender esta simples mensagem e envergonhar o clube usando palavras ou atitudes antissemitas ou racistas receberá a maior sanção possível", comunicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.