Yves Herman/Reuters
Yves Herman/Reuters

Uefa libera R$ 1,6 bilhão para ajudar associações durante período de pandemia

Entidade estuda a possibilidade de retomar a disputa da Liga dos Campeões e da Liga Europa simultaneamente a partir de agosto

Redação, Estadao Conteudo

27 de abril de 2020 | 17h21

Cada uma das 55 associações da Uefa vai receber 4,3 milhões de euros (R$ 26,5 milhões) como ajuda para enfrentar o impacto financeiro causado pela pandemia do coronavírus. O total da ajuda vai a atingir 265 milhões de euros (R$ 1,6 bilhão).

"A UEFA quer ajudar os seus membros a responder de uma maneira que seja apropriado às suas circunstâncias específicas", disse o presidente Aleksander Ceferin, em um comunicado no site oficial da entidade europeia. "A quantia pode ser usada pelos nossos membros da forma que considerarem mais adequado para reconstruir suas atividades."

A UEFA estuda a possibilidade de retomar a disputa da Liga dos Campeões e da Liga Europa simultaneamente a partir de agosto. O futebol está suspenso em todo o continente europeu desde março e na semana passada a entidade que dirige o futebol liberou quase 70 milhões de euros (cerca de R$ 431 milhões) de pagamentos de remuneração aos clubes antes do previsto para ajudar a negociar com a perda de receita devido à paralisação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.