Uefa não vai poupar estrelas do futebol

A Uefa quer provar que não tolerará comportamentos violentos nem mesmo das grandes estrelas do futebol. A entidade decidiu suspender o atacante Ronaldo por dois jogos e ainda mandou um alerta velado ao técnico do Chelsea, José Mourinho, vencedor da Liga dos Campeões de 2004 quando dirigia o Porto.Durante a partida entre o Real Madrid e a Juventus, válida pela Liga dos Campeões da Europa, o atacante brasileiro respondeu a uma agressão do jogador Tacchinardi. Os dois foram expulsos e o italiano também pegou uma suspensão de duas partidas. Para Ronaldo, porém, a suspensão será válida apenas para a próxima temporada, já que o Real foi eliminado da Liga dos Campeões.Os incidentes nos últimos dias com Mourinho também despertaram a preocupação da Uefa. Nesta sexta-feira, o diretor-executivo da entidade, Lars-Christer Olsson, pediu que as pessoas envolvidas com o futebol "mostrem responsabilidade em suas ações" e prometeu punir quem insistir em atrapalhar o esporte.Mourinho seria visto como responsável por incitar os torcedores contra o árbitro Anders Frisk, que apitou a partida entre o Chelsea de Mourinho e o Barcelona, há três semanas. Frisk acabou recebendo tantas ameaças de morte que optou por abandonar a profissão. "Precisamos agir de forma responsável, dentro e fora do campo", alertou Olsson.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.