Jure Makovec/AFP
Jure Makovec/AFP

Uefa nega limite de 3 de agosto para encerramento da Liga dos Campeões

'O presidente foi muito claro em não definir datas exatas para o final da temporada', declarou a entidade em comunicado oficial

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de abril de 2020 | 16h51

A Uefa, entidade que organiza o futebol europeu, negou que haja um limite de até 3 de agosto para acabar a Liga dos Campeões vigente, após matéria da emissora alemã ZDF, segundo a qual o presidente da organização, Aleksander Ceferin, diz que a competição tinha de ser encerrada até essa data.

"Foi informado que o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, disse à ZDF na Alemanha que a Liga dos Campeões precisa terminar em 3 de agosto. Isso não é verdade", reagiu a Uefa em comunicado. "O presidente foi muito claro em não definir datas exatas para o final da temporada."

As competições de futebol em todo o mundo foram suspensas em razão da pandemia do novo coronavírus. A Liga dos Campeões foi interrompida sem que as oitavas de final fossem concluídas. "A Uefa está atualmente analisando todas as opções para completar as temporadas domésticas e europeia com a Associação Europeia de Clubes e as Ligas Europeias no grupo de trabalho criado em 17 de março", afirmou comunicado da Uefa.

"A prioridade de todos os membros do grupo de trabalho é preservar a saúde pública. Depois disso, é preciso encontrar soluções de calendário para concluir todas as competições. Atualmente, estão sendo estudadas opções para disputar partidas em julho e agosto, se necessário, dependendo das datas de reinício e da permissão das autoridades nacionais", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.