Fabrice Coffrini/AFP
Fabrice Coffrini/AFP

Uefa nega negociação para fazer final da Liga dos Campeões de 2021 em Nova York

Informação que surgiu na Espanha falava em conversas para levar decisão do torneio à América do Norte

Estadão Conteúdo

12 Setembro 2018 | 22h34

O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, desmentiu nesta quarta-feira a informação surgida na Espanha de que a entidade europeia negocia a possibilidade de realizar a final da edição de 2021 da Liga dos Campeões em Nova York. "Esta ideia não é discutida atualmente", afirmou Ceferin em um comunicado.

A Uefa já definiu que Madri será o palco da final da Liga dos Campeões na atual temporada, enquanto Istambul receberá o jogo decisivo no ano seguinte. E a entidade vai anunciar a sede da decisão de 2021 apenas no próximo ano.

Nesta semana, o diretor geral da empresa Mediapro, detentora dos direitos de transmissão da Liga dos Campeões na Espanha, declarou a uma rádio que a Uefa sonda a viabilidade de realizar a final em Nova York. A Mediapro possui os direitos da competição europeia até 2021 no país.

Porém, nesta quarta-feira, Ceferin descartou estar negociando essa possibilidade. "A Uefa não tem planos de realizar a final da Liga dos Campeões fora da Europa", indicou o presidente da Uefa.

A especulação sobre a possibilidade de a decisão da Liga dos Campeões ocorrer em Nova York se dá no mesmo momento em que os organizadores do Campeonato Espanhol manifestaram a intenção de realizar uma partida da atual temporada nos Estados Unidos.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.