Uefa pune APOEL e HNK Rijeka por ofensas raciais de seus torcedores

O APOEL receberá o Bordeaux com os portões fechados dia 7 de novembro

AE-AP, Agência Estado

22 de outubro de 2013 | 09h17

NYON - A Uefa anunciou nesta terça-feira punições ao APOEL Nicósia, do Chipre, e ao HNK Rijeka, da Croácia, por causa do comportamento racista de alguns dos seus torcedores em jogos de Liga Europa. A pena mais pesada foi aplicada ao APOEL, que precisará receber o Bordeaux com os portões fechados do estádio no dia 7 de novembro.  Além disso, o APOEL também foi multado em 45 mil euros (aproximadamente R$ 134 mil) por uma série de acusações, incluindo faixas ofensivas e lançamento de fogos de artifícios em direção ao campo, o que atrasou o início dos dois tempos da derrota para o Eintracht Frankfurt por 3 a 0 no dia 3 de outubro.

A entidade europeia decidiu que o Rijeka terá que receber o Lyon, no dia 7 de novembro, com parte do seu estádio fechado ao público. O clube croata também foi punido por faixas ofensivas dos seus torcedores no empate por 1 a 1 com o Bétis no dia 3 de outubro. O clube foi multado em 8 mil euros (R$ 24 mil). A Uefa chegou a um acordo em maio sobre novas regras para garantir processos mais rápidos e sanções mais duras em casos de discriminação racial dentro dos estádios.

Tudo o que sabemos sobre:
FutinterfutebolUefaracismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.