Uefa pune time polonês por racismo de torcedores

Legia Varsóvia, da Polônia, vai ter que atuar com parte do estádio fechado

AE-AP, Agência Estado

14 de agosto de 2013 | 11h58

GENEBRA - Os casos de racismo no futebol europeu continuam acontecendo e nesta quarta-feira a Uefa anunciou a punição a mais um clube. O Legia Varsóvia, da Polônia, terá que atuar diante do Steaua Bucareste, pela última fase preliminar da Copa dos Campeões, com parte do estádio fechado por conta de ofensas proferidas por seus torcedores.

A Uefa sentenciou que a parte norte do estádio Legia's Wojska Polskiego não terá torcedores no confronto do dia 27 de agosto, pela volta do duelo diante do Steaua. Além disso, o clube polonês terá que pagar uma multa de 30 mil euros (cerca de R$ 92 mil). As punições foram aplicadas após o comportamento da torcida no duelo contra o The New Saints, do País de Gales, pela segunda fase preliminar da Copa dos Campeões.

As punições fazem parte de uma nova política da Uefa, implementada na última temporada, de agir mais rapidamente e com sanções mais severas em casos de racismo, que têm assolado o futebol Europeu nos últimos anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.