Uefa quer banimento de atleta de Malta por manipulação

A Uefa defendeu nesta quinta-feira o banimento do jogador Kevin Sammut, de Malta, ao apelar da sua própria decisão de uma suspensão de 10 anos para ajudar a manipular um jogo das Eliminatórias da Eurocopa, disputado em junho de 2007, em um esquema de apostas. Sammut nega envolvimento e também apelou à Uefa para anular sua punição.

AE-AP, Agência Estado

27 de setembro de 2012 | 12h13

O jogador, de 31 anos, foi considerado culpado por um painel disciplinar da Uefa, no mês passado, de ajudar a manipular a derrota de Malta por 4 a 0 para a Noruega pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2008, e suspenso por 10 anos. "Nós confirmamos que o inspetor disciplinar da Uefa e o jogador Kevin Sammut apresentaram recursos contra a primeira decisão", disse a Uefa em um comunicado.

A data de audiência de apelação ainda não foi definida. Ambas as partes podem acionar a Corte Arbitral do Esporte. Sammut foi o único punido pela Uefa, apesar da suspeita de que outros jogadores também se envolveram no caso. A entidade alega que não há evidências suficientes para acusar formalmente os demais atletas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.