Uefa quer investigar morte de Fehér

A União Européia de Futebol pretende comandar ?investigação exaustiva? para determinar as causas da morte de Miklos Fehér, atacante de 24 anos que atuava no Benfica. A promessa é de Lars-Christer Olsson, secretário-geral da entidade que controla o futebol no continente. Em entrevista ao jornal ?Die Welt?, da Alemanha, ele mostrou estranheza com o crescimento do número de casos semelhantes aos do húngaro.?Não tenho as estatísticas, mas fiquei com a impressão de que ultimamente esses episódios aumentaram?, afirmou Olsson. ?Será que os atletas estão submetidos a excesso de jogos e por isso correm mais riscos??, questinou. ?Temos a obrigação de nos aprofundarmos na questão.?O dirigente da Uefa, que desde o dia 1º está no lugar do austríaco Gerhard Aigner, aproveitou para criticar a Fifa, que continua a inchar seu calendário. ?Dizem que a partir de 2005 não haverá mais a Copa das Confederações, só que a Fifa quer o Mundial de Clubes?, lembrou Olsson. ?Não adianta nada, porque o calendário continuará carregado.?Em Portugal, o Ministério Público ainda aguarda resultado de novos exames para que possa determinar por que Fehér morreu. A Federação Portuguesa de Futebol, adiou para terça-feira a partida que o Benfica fará com a Academica de Coimbra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.