Uefa recomenda que árbitros suspendam partidas em caso de racismo

A Uefa recomendou que os árbitros interrompam partidas em que houver casos de racismo, e prometeu "total apoio" aos que seguirem essa recomendação.

Reuters

28 de março de 2013 | 11h03

Em resolução emitida conjuntamente com a Associação Europeia de Clubes e com o sindicato internacional de atletas FIFPro, o órgão que dirige o futebol europeu lembrou aos árbitros que, quatro anos atrás, eles já haviam sido autorizados a parar jogos em casos de incidentes racistas sérios no gramado ou nas arquibancadas.

A resolução também pede que técnicos e jogadores se manifestem "mesmo que isso signifique criticar seus próprios jogadores e torcedores".

A resolução foi redigida pelo Conselho de Estratégia do Futebol Profissional, e ratificada na quinta-feira pelo Comitê Executivo da Uefa, reunido na Bulgária. O Conselho de Estratégia é composto por representantes da Uefa, das ligas nacionais, dos clubes europeus e dos jogadores

Tudo o que sabemos sobre:
FUTUEFARACISMO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.