Tom Hevezi/AP
Tom Hevezi/AP

Uefa suspende Didier Drogba por duas partidas

Marfinense é punido devido à expulsão na derrota para a Inter de Milão, que eliminou o Chelsea da Liga dos Campeões

AE, Agência Estado

30 de março de 2010 | 09h38

O atacante Didier Drogba, do Chelsea, foi suspenso por duas partidas em competições europeias nesta terça-feira pela Uefa, por conta da sua expulsão na derrota para a Inter de Milão por 1 a 0. Porém, o marfinense escapou de pegar uma pena maior, já que é reincidente.

Em vez disso, a Uefa decidiu prorrogar o período de liberdade condicional em dois anos, agora até junho de 2013. Inicialmente, o atacante marfinense ficaria dois anos em observação por conta do seu comportamento agressivo contra o juiz da semifinal da última Liga dos Campeões entre Barcelona e Chelsea.

"A suspensão será aplicada nos próximos dois jogos de competições da Uefa em que Drogba estiver disponível", afirma a entidade europeia em nota oficial. Assim, o jogador deve perder os dois primeiros jogos do Chelsea na fase de grupos da próxima Liga dos Campeões, já que o time deve ficar entre os três primeiros colocados do Campeonato Inglês. E se trocar de clube também terá que cumprir a pena.

Na última temporada, Drogba foi suspenso por três jogos por ter reclamado do árbitro norueguês Tom Henning, que apitou a semifinal entre Chelsea e Barcelona, vencida pelo time espanhol por 1 a 0.

O atacante marfinense recebeu o cartão vermelho contra a Inter de Milão após cometer falta dura no meio-campista brasileiro Thiago Motta durante a derrota do Chelsea para a Inter de Milão por 1 a 0, no dia 15 de março, que causou a eliminação do clube inglês nas oitavas de final da Liga dos Campeões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.