AFP
AFP

Uefa vai investigar ato de racismo contra Balotelli, atacante da Itália

Uma banana foi atirado no gramado na partida da Itália contra a Croácia

estadão.com.br

15 de junho de 2012 | 19h24

SÃO PAULO -  A Uefa decidiu investigar mais um ato racista ocorrido durante a Eurocopa 2012. Foi nesta quinta-feira na cidade polonesa de Poznan. Durante o empate de 1 a 1 entre Itália e Croácia, uma banana foi arremessada ao gramado. Além disso, alguns torcedores imitavam o som de macacos sempre que o jogador italiano Mario Balotelli, que é negro, tocava na bola. Caso seja confirmado que as provocações tenham sido mesmo contra Balotelli, seria o ato de racismo mais grave desde que o torneio europeu começou, há uma semana. O atacante já havia sido vítima de xingamentos no primeiro jogo da Eurocopa, entre Itália e Espanha, domingo.

O racismo tem sido problema recorrente em ambos os países que promovem a competição: Polônia e Ucrânia. O governo da Grã-Bretanha chegou a aconselhar os cidadãos negros que fossem assistir aos jogos que evitassem andar sozinhos nas ruas e que tomassem cuidado redobrado nos países-sedes. Tanto na Ucrânia quanto na Polônia, grupos racistas costumam atacar fisicamente negros e asiáticos.

Michael Platini, presidente da Uefa, chegou a afirmar poucos dias antes do início da Eurocopa, que os árbitros teriam sido orientados a interromper as partidas caso atos de racismo fossem flagrados. No mês passado, o ex-zagueiro inglês Sol Campbell chegou a aconselhar os negros que não fossem aos jogos da competição, pois "haveria grande chance de retornarem de lá dentro de caixões."

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia, Oleg Voloshyn, rebateu as críticas do ex-atleta dizendo que na Inglaterra é comum ver símbolos nazistas nos estádios e nem por isso estão aconselhando os estrangeiros que não visitem o país durante a Olimpíada de Londres.

Tudo o que sabemos sobre:
Eurocopaeurocopa 2012Balotelli

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.