Anton Vaganov / Reuters
Anton Vaganov / Reuters

Uefa volta a denunciar o Zenit por atos racistas da torcida

Fãs do time russo também teriam atirado objetos no gramado em jogo contra o RB Leipzig

Estadão Conteúdo

21 de março de 2018 | 09h46

A Uefa voltou a denunciar o Zenit St. Petersburg por atos considerados racistas por parte de sua torcida. As manifestações de discriminação aconteceram no duelo contra o RB Leipzig, na semana passada, pela fase de mata-mata da Liga Europa.

+ Rússia pede à Uefa para sediar abertura da Eurocopa de 2020 em São Petersburgo

+ Putin ordena diplomatas russos a buscarem mudanças no regulamento antidoping

De acordo com a Uefa, torcedores do time russo exibiram comportamento racista e arremessaram objetos no gramado. A entidade não revelou maiores detalhes sobre a denúncia. Porém, a entidade FARE Network, que luta contra a discriminação, afirmou que houve cânticos racistas contra jogadores negros da equipe alemã.

O caso do time russo será julgado no dia 31 de maio, duas semanas antes do início da Copa do Mundo, que será disputada na Rússia. O Zenit foi eliminado nas oitavas de final da Liga Europa, pelo placar agregado de 3 a 2.

O clube da cidade de São Petersburgo foi denunciado por racismo pela segunda vez nesta temporada europeia. Em dezembro, o time foi multado porque um torcedor exibiu uma faixa que elogiava Ratko Mladic, ex-militar sérvio, responsável pelo Massacre de Srebrenica, em julho de 1995, que resultou na morte de oito mil muçulmanos bósnios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.