Ulrico Mursa não incomoda o Palmeiras

Se depender da vontade de Mario Gianini, diretor de Futebol do Palmeiras, o clube não fará esforço para tirar a partida contra a Santista do acanhado estádio Ulrico Mursa, com capacidade para apenas 10 mil torcedores, e levá-la para a Vila Belmiro. "Vou acatar o que a Federação Paulista de Futebol decidir, não cabe a mim contestar esse tipo de decisão."O dirigente não mudou de idéia nem quando foi lembrado pela reportagem da Agência Estado que, ano passado, o São Paulo enfrentou a Santista na semifinal do Paulistão na Vila. "O Palmeiras, se precisar, joga em Ulrico Mursa. Só não sei se sábado ou domingo." Antes, o time enfrenta o São Gabriel (RS), em São Gabriel, quarta-feira pela Copa do Brasil. O goleiro Marcos, com dores no polegar da mão esquerda, é dúvida.

Agencia Estado,

14 de março de 2004 | 21h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.