AP
AP

Douglas Costa rejeita rótulo de substituto de Neymar na seleção

'Ele é fantástico e faz falta em qualquer equipe', diz atacante

ALMIR LEITE / ENVIADO ESPECIAL A SANTIAGO, Estadão Conteúdo

06 de outubro de 2015 | 15h49

Último jogador a se apresentar à seleção brasileira, no início da tarde desta terça-feira em Santiago, o atacante Douglas Costa se apressou em dizer que não quer ser considerado o substituto de Neymar. O craque da equipe está suspenso e não enfrentará nem o Chile, na quinta-feira, nem a Venezuela, na próxima semana. Como nos últimos amistosos da seleção o jogador do Bayern de Munique atuou pela faixa do campo normalmente ocupada por Neymar, Douglas Costa passou a ser visto como substituto. Rótulo que ele repudia.

"Eu não penso em substituir o Neymar e sim em apresentar o meu futebol", disse Douglas Costa. "Ele é um jogador fantástico e faz falta em qualquer equipe do mundo." Em grande fase no time alemão, Douglas Costa está na seleção em um momento diferente do que viveu na Copa América, no meio do ano, quando teve uma participação discreta. Mas diz que seu foco é apenas dar sequência ao trabalho. Considera que está evoluindo e com isso sua confiança está aumentando.

A boa fase de Douglas Costa na Alemanha também é ajudada pelo fato de trabalhar com o técnico Pep Guardiola, a quem elogia. "O Guardiola é um cara incrível, faz pouco tempo que estou no Bayern e já parece que estou com ele faz tempo", revelou. No entanto, logo cortou o tema. "Mas vamos falar de seleção, que esse é o assunto agora."

No Bayern, o atacante brasileiro é companheiro do chileno Arturo Vidal, de quem se diz amigo. E não só pela qualidade do colega de equipe, mas de todo a seleção do Chile, Douglas Costa prevê um duelo equilibrado na estreia nas Eliminatórias. Mas aposta no Brasil. "Eles foram campeões da Copa América, foram muito bem e têm uma equipe fantástica, mas nós também somos fantásticos. Somos a seleção brasileira", afirmou.

A seleção faz nesta tarde, no estádio da Universidad Católica em Santiago, seu segundo treino em território chileno, o primeiro com o grupo completo. O técnico Dunga decidiu fechar parte do treino e a imprensa só terá acesso aos minutos finais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.