REUTERS
REUTERS

Último prazo de Ronaldinho se encerra nesta sexta-feira

Novo presidente do Querétaro, do México, não confirma permanência do brasileiro depois do seu 'sumiço' na pré-temporada

O Estado de S.Paulo

26 de dezembro de 2014 | 10h37

Nesta sexta-feira se encerra o prazo dado pela diretoria do Querétaro para que Ronaldinho Gaúcho se reapresente para o início da pré-temporada. Depois de conseguir um período extra de folga - os jogadores retornaram no dia 7 de dezembro -, o meia ainda não se comunicou com o clube. Nesta quinta-feira, ele publicou uma foto com os familiares nas redes sociais com a seguinte mensagem: "Natal em família. Feliz Natal para todos". A imagem não permite determinar se ele está no Brasil ou no México.

"Se Ronaldinho não chegar, tomaremos uma decisão. Consideramos que perdeu muita pré-temporada. Ninguém está acima da Instituição", declarou Joaquín Beltrán, presidente do clube. Joaquín Beltrán espera que o jogador se reapresente em boa forma física, mas não pode garantir permanência do craque na equipe. "Acreditamos que ele vai a aparecer no dia 26, então vamos conversar e analisar os pontos de vista. Não posso garantir (que ele vai ficar)", disse Beltrán, que assumiu a diretoria do clube neste mês.

Depois de ter sido contratado como um astro, Ronaldinho já não encanta os mexicanos. Desde que estreou com a camisa dos ‘Galos Blancos’, em setembro, teve poucos lampejos do craque que foi o melhor jogador do mundo quando vestia a camisa do Barcelona, em 2004 e 2005. Ronaldinho fez nove partidas com a camisa dos 'Galos Blancos' desde sua estreia em 17 de setembro e marcou apenas três gols. O ex-jogador do Atlético Mineiro não conseguiu liderar o time, que ficou em 12º lugar com 21 pontos e acabou eliminado no Torneio Apertura da Liga MX, e nem sequer avançou de estágio no Clausura.


Beltrán reconheceu que Ronaldinho foi liberado pelos dirigentes anteriores para se ausentar da pré-temporada por duas semanas. "Ronaldinho Gaúcho me pediu permissão para chegar alguns dias mais tarde, não há privilégios, simplesmente avaliamos as necessidades junto com a direção e lhe foi dada essa permissão", disse o técnico Ignacio Ambriz.

O Querétaro sofreu uma baixa importante nesta semana: o atacante Camilo Sanvezzo, artilheiro do último Campeonato Mexicano, que sofreu uma ruptura do ligamento cruzado do joelho. Com isso, o clube precisará ainda mais de Ronaldinho Gaúcho e de um novo atacante. Os 'Gallos Blancos', que possuem no elenco os brasileiros Danilinho, ex-Atlético-MG, e William Fernando, ex-Palmeiras, devem contar com mais um reforço brasileiro em 2015: o goleiro Tiago Volpi, destaque do Figueirense, no Campeonato Brasileiro.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolMéxicoRonaldinho Gaúcho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.