Um clássico para ?arrebentar coração?

Foi uma vitória de arrebentar o coração. O Corinthians venceu, de virada, o Santos por 2 a 1, neste domingo, no Morumbi, e vai decidir o título do Campeonato Paulista contra o Botafogo, com a vantagem de jogar pelo empate. O gol da classificação foi marcado por Ricardinho aos 48 minutos do segundo tempo. O Santos foi castigado por jogar na retranca nos últimos 20 minutos do jogo.O primeiro tempo já valeu o ingresso, com jogadas emocionantes, pênaltis perdidos e gols. Logo aos dois minutos, Paulo Nunes desperdiçou a primeira grande jogada da partida. Após falha de Claudiomiro, Ewerthon avançou e fez o passe para Paulo Nunes, pela esquerda. O atacante chutou para fora, de pé direito.O jogo ficou nervoso, com os jogadores discutindo muito com os juízes. O Santos manteve o esquema do primeiro jogo, com marcação individual sobre os meias Ricardinho e Marcelinho. Aos 9 minutos, Léo criou jogada rápida pelo setor e cruzou para Robert. O meia quase marcou, agitando a torcida santista.A partida estava equilibrada, e aos 17 minutos Robert sofre pênalti de Otacílio. A jogada surgiu de um erro de João Carlos, permitindo ao meia do Santos avançar com a bola dominada. No desespero, com Maurício já fora do gol, Otacílio derrubou o adversário na área. Dodô cobrou no canto esquerdo, mas a bola bateu na trave. Robert ainda pegou o rebote, chutou para o gol, e Maurício defendeu.Dois minutos depois, foi a vez da torcida do Corinthians vibrar e se decepcionar em seguida com o pênalti a seu favor, mas desperdiçado por Marcelinho: Ewerthon avançou pela esquerda e foi derrubado por Galván na área. Marcelinho, dando a impressão de muita calma, foi lentamente para a cobrança, mas chutou com pouca força. A bola bateu na trave direita e saiu.A emoção tomava conta do jogo, com os jogadores nervosos.Maurício repôs mal um bola, Robert ganhou a jogada e fez o passe para Russo. O lateral cruzou para Renato, de cabeça, fazer 1 a 0, aos 33 minutos.Mas a torcida do Santos fez festa por pouco tempo. Dois minutos depois, Marcelinho redimiu-se do pênalti perdido ao empatar o jogo. Foi um gol "chorado". A bola bateu na trave direita, correu quase em cima da risca do gol, bateu na outra trave e entrou no outro canto. Ao tentar pegar a bola do fundo do gol, Fábio Costa chutou Marcelinho.O Santos começou melhor o segundo tempo, com mais toque de bola no meio-de-campo. O Corinthians voltou a equilibrar a partida, o jogo a partir dos 15 minutos com a entrada de Gil no lugar de Paulo Nunes. O time do Parque São Jorge votou a criar as jogadas de velocidade. Aos 20 minutos, Ricardinho, na sua primeira boa jogada, chutou para o gol.Fábio Costa fez uma grande defesa.O Santos recuou seu meio-de-campo e passou a jogar nos contra-ataques. A equipe da Vila Belmiro demonstrou cansaço, principalmente Rincón que largou a marcação sobre Ricardinho. Com isso, o Corinthians avançou, mas não conseguia furar a retranca adversária.Aos 36 minutos, Gil cabeceou e Fábio Costa fez outra grande defesa.O jogo entrava já nos acréscimos, com a torcida do Santos fazendo a festa pela classificação. Mas no último lance da partida, Gil avançou pela esquerda, saiu da marcação do adversário e cruzou para a área. A bola sobrou para Ricardinho, que chutou pelo alto e fez o gol da vitória, aos 48 minutos, que leva o Corinthians a mais uma decisão do Campeonato Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.