Um craque sem destino na Europa

Na noite de segunda-feira, o atacante Rodrigo Fabri embarcou no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, em direção à Espanha. Foi se apresentar ao Real Madrid, que o mantém sob contrato, com validade até 2004. Estava desolado. Na cabeça, um punhado de dúvidas. A sua história é a de um craque que ainda não deu certo. Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.