Um ponto coloca o Flu na Sul-Americana

Um ponto separa o Fluminense da Copa Sul-Americana, que classifica o campeão e os times posicionados do 5º ao 9º lugar do Campeonato Brasileiro. Por isso, um empate contra o Palmeiras neste domingo, às 16 horas, no Maracanã, tem significado de vitória nas Laranjeiras. Mas a equipe, segundo o técnico Alexandre Gama, não vai entrar em campo de maneira cautelosa. "Um descuido pode pôr abaixo o que fizemos durante a competição. Logo, temos que entrar bem concentrados e buscar os gols. Vontade e atitude serão fundamentais", declarou Gama, que não deve permanecer no comando do Fluminense na próxima temporada.A nova diretoria, presidida pelo cardiologista Roberto Horcades, que tomou posse na quarta-feira, já manifestou interesse na contratação de outro treinador. Geninho foi sondado mas recebeu proposta do futebol árabe e tornou-se carta fora do baralho. Renê Simões e Oswaldo de Oliveira estão cotados.Gama alertou o elenco tricolor para a qualidade técnica do Palmeiras, a quem considera um adversário perigoso. Para ele, a antecipação das férias de alguns titulares da equipe alviverde vai dificultar mais "a vida do Fluminense". "É um jogo de risco. Não conheço os substitutos e isso é um fator preocupante. Mas o time tem treinado bem e apresenta todas condições de sair de campo com os três pontos".A equipe é a mesma que derrotou o Paraná, por 1 a 0, em Curitiba, na última rodada. A atuação no sul do País deixou Gama satisfeito, mas ele sabe que no futebol cada partida tem sua história. E lembrou aos jogadores: "não teremos outra chance de conquistar a vaga para a Sul-Americana".O mineiro Alessandro está convicto disso. E prometeu dar o máximo para o Fluminense sair de campo com o dever cumprido. Depois do feito, quer renovar seu contrato com o clube, que se encerra no fim da temporada. "Com a ajuda dos companheiros, o grupo vai dar de presente à torcida a classificação à Sul-Americana".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.